domingo, 11 de outubro de 2009

Bolo de cenoura e damasco




Domingo, meio de feriado, continua a primavera chuvosa.
Dia de bolo, uma enquete em casa, a pequena queria bolo de limão, e, o grande de cenoura, gostei do último palpite. Hum, tinha somente 2 cenouras ... Lembrei-me dos damascos, que além de amarelinhos poderiam dar um toque de sabor azedinho. O bolo ficou lindo, muiiiiito fofinho e com uns pedacinhos de damascos no meio, boa combinação !!!

Fiz assim:
No liquidificador - 3 ovos, 2/3 de xícara (chá) de óleo, 2 cenouras sem pele, 1 e 1/2xícara de açúcar e 8 damascos secos picados.
Bati bastante para deixar o damasco em pedaços bem pequenos.

Após coloquei essa massa em uma tigela e acrescente 1/2 xícara (chá) de açúcar, 2 xícaras (chá) de farinha de trigo e 3 colheres de leite de soja (fui acertando o ponto).
Por fim, adicionei 1 colher de sopa de fermento em pó químico.

Assei em fogo baixo por 40 minutos.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Risoto de couve flor


Segui a tradicional receita do Jamie, mas não tinha anchovas, ficou bom igual, aliás muito bom. Fiz um pangrattato com bacon, hiper crocante e muito delicioso.
A receita é intercalada com o post anterior.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Aipo e risotto bianco "básico"





Então que comprei (antes tarde do que nunca) o livro a itália de jamie ... gostamos muito aqui em casa, lindas fotos, estórias interessantes e receitas possíveis de serem executadas com ingredientes tupiniquins. Na parte destinada aos risotos o chef fala de um risotto bianco que seria uma receita básica. Mais ou menos assim:

Ingredientes

1 litro de caldo (legumes, peixe, carne ou frango, de acordo com sua receita final)
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 pedaço de manteiga
1 cebola grande, picada
2 dentes de alho, amassados
talos de aipo, fatiados fino
400 g de arroz para risoto
2 taças de vermouth branco seco (Martini ou Noilly Prar) ou vinho branco seco sal e pimenta do reino (de preferência moída na hora
70 g de manteiga
120 g de queijo parmesão ralado (de preferência na hora)

De fato, cada um altera segundo seu gosto, e a pretensão final a ser obtida.
Destaco aqui um ingrediente que nunca havia me atentando para a composição de risotos, o Aipo. Aqui em “Os” não é nada fácil de se achar um, logo sem o aipo garantido não iria ter ânimo a execução de tal receita. deu uma energia incrível para a cozinheira. Eis que vejam acima o achado, nada mals né ... a base ficou incrivelmente saborosa com o "toque" de aipo, e o risoto final nem se fala ... ou melhor no próximo post será falado.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Croque Monsieur


Retirei essa receita daqui, pareceu-me uma excelente idéia de sanduíche quente para o inverno.
O Histórico da receita está todo no site, bem como o passo a passo, fiz uma camada a mais, mudei os queijos e coloquei tempero verde.
Um receita fácil e super gostosa.

domingo, 12 de julho de 2009

Molho de Pimenta & Molho de Pimenta




Minha receita de molho de pimenta


Somos grandes apreciadores de pimenta aqui em casa. Gostamos de todo tipo de apresentação do fruto.
Plantamos e processamos nós mesmos os molhos, este foi feito com a variedade “dedo de moça”, pimenta de fácil plantio, comum e gostosa.
Já tentei outras receitas com cebola, vinagre e muiitos temperos. Mas a que dá certo, e é muito saborosa e duradoura é essa:

• 200 gramas de pimenta dedo de moça (com sementes, lavadas e sem talos)
• 2 colheres de cachaça (boa, usei uma paraibana)
• 1 colher de sobremesa de sal
• 3 folhas de louro
• 2 dentes pequenos de alho
• 400 ml de óleo (usei de arroz)

Bater no liquidificador até estarem todos ingredientes bem processados, engarrafar num recipiente esterilizado. Dura por até 1 ano. Um molho forte que pode ser dissolvido, ou feito com menos fruto.


Aproveitando o liquidificador com um chorinho do molho, colocamos dois tomates italianos, salsa e uma cebola, batemos e cozinhamos em fogo brando por 20 minutos. Engrossei com três colheres de farinha de mandioca dissolvidas em água fria. Ficou um delicioso molho/pirão de pimenta. Servi com peixe à milanesa.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Leite de Amendôas



Segue uma receita incrivelmente saudável, daquelas que tu diz "como eu nunca tinha ouvido falar ??" Um leite sem lactose e com muiitas vitaminas, minerais, cálcio e tudo o mais de legal.



Segue a receita

20 amêndoas hidratadas
2 copos de água (200 ml)

Modo de fazer

Deixar as amêndoas de molho, de um dia pra outro, tirar a pele (parece difícil, mas é só puxar com uma faquinha sem ponta) e bater muiiito no liquidificador com água, em velocidade máxima.
Após pode ser feito com chocolate ou ser tomado puro, utilizado como leite em receitas ou ainda incrementar a mamadeira dos pequenos. Pode-se substituir por Castanha do Pará ou nozes.

domingo, 14 de junho de 2009

Muffins de Nozes



Em nosso quintal dos fundos temos uma baita nogueira que nos rendeu muita noz. Estamos descascando aos poucos e as incorporando no cardápio familiar. Hoje fiz muffins, baseado nesta receita mas com muiita alteração.
Ficararam macios, saborosos e com o crocantes das nozes. Adorei a receita.
Acompanhando o chá de fim de tarde de inverno, perfeito !!



Usei:


1 xíc de farinha de trigo,
1/2 xícara de farinha integral,
2 colheres de chá de fermento em pó,
1/2 xícara de açúcar demerara (com mascavo deve ficar melhor, mas não tinha em casa)
1 xícara de leite,
1 ovo (que misturo no leite),
100g de manteiga de garrafa (acho que pode ser qualquer gordura)
1 xícara de noz triturada
1 de sopa colher de canela em pó
2 colheres de sopa de conhaque

Misturam-se primeiro os ingredientes secos com as nozes, depois os líquidos (bati no mixer). Ir incorporando aos poucos as duas partes, a massa deve ficar com grumos (isso é muito importante, ela não fica lisinha e totalmente misturada).
Forno médio e já pré-aquecido cerca de 20 min.
Estava escuro e as fotos sairam meio mascavo.

domingo, 7 de junho de 2009

Caldinho de camarão com aipim


Caldo de Camarão



Aproveitando a idéia dos caldos paraibanos fizemos de entrada - para o almoço de domingo - um caldinho de camarão. Receita super legal e montada a partir da minha memória gustativa, achei que deu certo.

½ Kilo de aipim (mandioca ou macaxeira)
1 cebola picada
4 dentes de alho
1 cenoura picada
¼ de pimentão vermelho picado
1 tomate maduro picado
100 ml de leite de coco
50 ml de dendê
300 gramas de camarão
louro, salsa e cebolinha

Cozinhe o aipim, divida a água do cozimento em duas partes.Com metade da água do cozimento monte um caldo com cebola, cenoura, pimentão, tomate, alho e louro. Bata o aipim (picado e sem o fio) no liquidificador com o restante da água do cozimento, adicione o leite de coco e coloque no caldo em fervura. Acrescente o sal e o dendê, leve ao fogo médio por aproximadamente 20 min, sempre mexendo durante o cozimento. Ao final adicionar os camarões crus, e deixar até que fiquem cozidos (ainda mexendo). Depois só servir com cebolinha e molho de pimenta. Rende umas 4 porções.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Maionese de Cenoura e Tofú


Para complementar as sopas da invernada que chega junto, fiz uma maionese vegana de cenoura e tofú para acompanhar os pães de apoio.
Uma delícia, super leve e bemm menos calórica que as caseiras normais, a quantidade de óleo diminui pela metade. Fiz com:
* 2 cenouras médias cozidas e sem casca
* 100 gramas de Tofú
* 1 rodela de cebola super pequena
* salsa e sal
* óleo de arroz ou quaquer outro ( a quantidade é medida para dar o tom de maionese, apenas)

Bater primeiro todos ingredientes sem o óleo, até obter um purê, após adicionar, aos fios, o oléo.
Daquelas receitas meio de invento, e que por isso vale ser registrada.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Tofú grelhado com Shitake


Essa é da série almoços rápidos e saudáveis.
Grelhei 4 fatias de tofú numa frigideira anti-aderente (com 1 fio de óleo de arroz).
Em outro recipiente hidratei 4 shitakes com água e shoyu.
Fatiei em fatias finas os cogumelos refoguei rapidamente em 1 colher de óleo de arroz e cebolinha picada. Pronto só montar.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Bairro da Liberdade


Finalmente conheci o bairro da Liberdade em São Paulo, fomos curtir a domingueira dos Japas, e é muito legal, como tudo por lá LOTADO.
Um lugar sem dúvida pra lá de especial, cheio de estória e história !!!
O picolé de melão cremoso, os pegadores de bambu, os chás, a comida toda e a infinidade de produtos japoneses nos transportam pro outro lado do mar.
Coloco aqui, a foto de talvez o meu maior sonho de utensílio culinário, uma panela steamer de cozimento no vapor em bambu, e o outro tão legal quanto uma chapa de tepan yaki .
Adorei São Paulo !! Funciona !!

quarta-feira, 4 de março de 2009

Polenta com molho de Cogumelos


Receita muito leve, super nutritiva e quente ...

Apesar de estar naqueles dias de "forno alegre" como chamamos a Porto Alegre de calorão ... A receita foi ótima para um almoço semanal ..
Aqui em "Os" temos uma farinha de milho muito especial de moinho manual, super deliciosa.
Me lembrei desta

Fiz um molho com uma lata de tomates pelados, cebola, alho, louro, manjericão, 1 xícara (chá)de cogumelos paris frescos e 1 de fungui.

A polenta é agua quente, óleo de arroz e sal ... E um bom braço

Tudo rápido e fácil para um semana cheia de tarefas ...

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Ricota frita com salada apimentada de tomate


Olhando alguma reportagem na blogosfera, encontrei essa receita do Bam bam bam Jamie Oliver, gosto dele !!



Ricota Frita (que é grelhada)

450g de ricota (boa)
1 1/2 colher de sopa de farinha de trigo
2 colheres de salsinha
2 colheres de queijo parmesão ralado
1 ovo grande batido
sal e pimenta do reino

Misturar bem, e levar à geladeira por uma meia hora antes de preparar.

Aqueça uma panela anti-aderente com um fio de azeite. Despeje uns bolinhos amassados á mão e frite por alguns minutos até que fiquem douradas. Vire-as com cuidado.

Fiz a tal saladinha recomendada de tomates:

1 tomate gaúcho (bem grande,e sem sementes)
folhas de manjericão
2 pimentas bem picadas (usamos dedo de moça, mas pode ser uma mais forte)
azeite, sal e aceto balsâmico.

Grande combinação, receita de verão ... leve e super saborosa, além de rápida e fácil.

domingo, 25 de janeiro de 2009

Bifum frito com molho de ostra





Bifum é aquela clássica massa de arroz, tipo cabelinho de anjo. É incrível como é leve e saborosa, decidi fazê-la com um molho oriental a base de molho ostra. Ah, desta vez fiz frita e foi realmente incrível, pois a massa explode no óleo em segundos, deve-se, então, colocar aos poucos ... pois cresce muiiito
Enquanto não chego à Liberdade, contento-me com a Japesca especiarias orientais do mercado de Porto Alegre e seus ricos temperos ...
Às vezes na prática da cozinha oriental sinto-me um pouco longe de atingir um nível de excelência na confecção dos pratos ... desta vez senti-me próxima, muito próxima ...
O molho ficou muito saboroso e igualmente leve, perfeito para um dia de verão ...
Aqui vai ... Fiz tudo na wok em 2x, primeiro a massa, depois o molho ...


200 gramas de bifum frita (reservar)
Fritei em -+ 200ml de óleo de arroz

Molho

Repolho
Abóbora Italiana/zucchini
Cebola
Cenoura
Brócolis (aquele verdinho simples)
Gengibre

Picar tudo miúdo em tiras e refogar na wok com 3 colheres (sopa) de óleo de arroz, 4 colheres (sopa) de shoyu e uma pitada de sal (+- 4 minutos cuidar para não perderem a crocância)

Adicionar uma mistura:

2 colheres (sopa) de molho de ostra
1 colher (sopa) de óleo de gergelim tostato
6 colheres (sopa) shoyu
1 colher (chá) de hondashi
1 colher (sopa) de amido de milho (dissolvido)

Refogar mais uns 2 minutos e terminar adicionando:

Cebolinha picada
Broto de alfafa
300 gramas de camarão pré cozido

Servi em duas partes, pois a quantidade fica bem grande... serve 3 pessoas tranqüilamente ... chegando a 4 ...

A quantidade dos legumes e a variedade fica segundo gostos e disponibilidades.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Gazpacho



Em noites quentes de verão, ainda safra de tomates e pimentas, nada como um gazpacho.

Me orientei por esta receita ... mas meus camarões não são graúdos:(...
Ficou ótima, apesar de super picante. Isso de processar com duas texturas é uma ótima pedida.


Ingredientes

8 tomates bem maduros
200 g de polpa de tomate
1 cebola
3 dentes de alho
1 pepino pequeno
1/2 pimentão vermelho
2 a 3 talos de aipo (não tinha aipo em Os)
orégano
salsa
2 pimentas sem sementes
2 colheres de sopa de molho inglês
folinhas de hortelã e manjericão
sal e uma pitada de açúcar para balancear a acidez
suco de tomate (opcional)

Procedimento:


Dividir os primeiros ingredientes em duas porções. Processe a primeira porção no liquidificador até obter um purê homogeneo. Reserve. Pulse a segunda metade dos ingredientes até obter pequenos fragmentos . Cuidado para não processar demais. Deve-se obter um contraste de texturas entre a primeira e a segunda partes.
Misture ambas e faça os ajustes necessários. Adicione o suco de tomate para ajustar a consistência , se necessário.
Leve à geladeira e reajuste o sal antes de serví-lo.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Cenouras Glaceadas com Alecrim


Acompanhamento daqueles, receita leve e muito saborosa.
Foi retirada do blog da Karen (kafkanapraia) que por sua vez retirou da Elvira.
Segue a receita


Cenouras glaceadas

500 g de cenouras cortadas em rodelas sem descascar
2 colheres (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
Alecrim fresco
sal & pimenta preta moída
água q.b.


Colocar as cenouras, a manteiga, o açúcar, o alecrim picado e 1,5 copos de água numa frigideira grande ou panela. Temperar com sal e pimenta.
Levar a ferver e baixar o fogo. Cozinhar por 10-12 minutos, até as cenouras se apresentarem tenras. Se isso for necessário, juntar mais um pouco de água durante o cozimento. Cozinhar sem parar de mexer por mais 1-2 minutos, até o molho ficar caramelizado e as cenouras se apresentarem glaceadas (brilhantes).